PSD baiano deve perder cargos no governo federal após votar contra Temer

O presidente Michel Temer no Palácio do Planalto, em Brasília (Ueslei Marcelino/Reuters)

Partido poderoso na Bahia, o PSD do senador Otto Alencar está sendo ameaçado de retaliação por parte do Planalto, porque três dos seus quatro deputados federais baianos votaram pela aceitação da denúncia contra Michel Temer por corrupção passiva, cujo pedido de investigação feito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) foi negado no plenário da Câmara dos Deputados.

De acordo com o Política Livre, o presidente nacional do PSD, ministro Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia), estaria ‘tendo imensa dificuldade para acalmar a articulação política de Temer em relação à bancada baiana, que tem vários cargos federais no estado, principalmente devido à pressão de partidos como o PP, que ajudaram o presidente e cobram agora a fatura’ após a vitória do peemedebista.

Ainda de acordo com a publicação do site, a situação se complicou porque o senador Otto Alencar, que preside o partido em nível estadual, ‘foi o fiador de um acordo, que não deu certo, pelo qual o governo baiano daria votos favoráveis a Temer em troca da liberação de um empréstimo de R$ 600 milhões do Banco do Brasil para o estado’.

Esse suposto acordo é exatamente sobre os recursos que estariam ‘amarrados’ por Temer para a Bahia, que já despertou impaciência no governador Rui Costa (PT) e em aliados, como o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner.

A relação do PSD baiano com o governo federal nunca foi fácil por causa do senador Otto Alencar. Embora seja “amigo” de Kassab, o parlamentar sempre marca posição contra o governo peemedebista no Senado. E para completar, tem o fato de o PSD ter decidido manter a aliança com o governador Rui Costa, com uma das maiores bases de apoio na Assembleia Legislativa da Bahia e com o maior número de prefeitos no estado.

Fonte: Bahia 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.