Presos injustamente em SP, pedreiros de Riacho de Santana conseguem a liberdade após reportagem no Balanço Geral

Foto: Reprodução

Na tarde desta quinta-feira (9), o programa Balanço Geral da Record trouxe novas informações sobre o caso dos amigos pedreiros presos há mais de um mês por um crime que eles garantem que não cometeram. Depois de muito empenho dos colegas para provar a inocência da dupla, a notícia mais aguardada chegou: Ronaldo Nogueira e Rodrigo Santana conseguiram a liberdade. A defesa dos operários anexou ao processo a reportagem exibida no programa e a Justiça determinou a soltura deles, que aconteceu nesta quinta-feira (9). Veja todos os detalhes na reportagem!

Em decisão publicada nesta quarta-feira (8), a juíza de Direito Dra. Tatiana Franklin Regueira determinou a expedição de alvará de soltura em favor dos acusados. Confira

O despacho da magistrada foi cumprido na noite desta quinta-feira (9), quando os operários saíram do Centro de Detenção Provisória do Belém, na Zona Leste de São Paulo. Em vídeo encaminhado à reportagem do PORTAL VILSON NUNES, é possível ver os jovens Ronaldo Nogueira, de 21 anos, e Rodrigo Santana, 25 anos, saindo da Penitenciária debaixo de chuva, com as cabeças raspadas e sem suas barbas, por volta das 19h20. Ambos foram recebidos por familiares e amigos.

O CASO

Os operários foram presos no último dia 8 de agosto, após a vítima de um assalto ligar para a polícia e dizer que foram eles os autores do crime, cometido no dia 29 de julho. Eles estavam em uma pizzaria quando foram presos. A palavra da vítima que teria reconhecido um deles como um dos assaltantes foi a única motivação acolhida pela polícia para as prisões. Colegas de trabalho afirmam que os dois jovens não saíram do alojamento da empresa no dia do crime. Câmeras de segurança também registraram a chegada dos dois ao local após passarem em um supermercado ao fim do expediente de trabalho, na obra de reforma de um prédio residencial onde são contratados.

Além disso, no dia do assalto, a vítima alegou que os assaltantes não possuíam barba, sendo que ambos estavam de barba nas imagens do dia do crime e no dia da prisão, e nenhum dos dois se locomoviam de moto pela cidade, usando apenas o transporte da empresa nos seus deslocamentos. Os amigos e colegas de Ronaldo e Rodrigo se uniram para contratar um advogado para tirar os dois trabalhadores da prisão. Eles foram para São Paulo em março, em busca de trabalho e renda para contribuir com o sustento de suas famílias na Bahia.

Em Riacho de Santana, uma campanha foi feita para arrecadar fundos para apoiar a defesa dos rapazes.

No dia 16 de agosto, o programa Balanço Geral, da TV Record, transmitiu uma reportagem sobre o caso para todo o país. VEJA O VÍDEO DA REPORTAGEM:

No dia 18 de agosto, a reportagem do PORTAL VILSON NUNES conversou com Romário Alves, irmão de Rodrigo. Ele falou sobre o drama vivido com esta situação constrangedora. “É muito injusto o que está acontecendo, é complicado, você ser preso por uma coisa que você cometeu até que você conforma, agora você pagar o erro do outro é complicado, situação que não deseja pra ninguém“, disse o irmão.

Feito por Portal Vilson Nunes com informações do Balanço Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.