Polícia procura por jovem acusado de estupro em SP; Suspeito pode estar escondido em Guanambi

Foto: Reprodução | TV Record

Um homem fugiu da cidade de São Paulo após violentar uma criança de apenas quatro anos na última quinta-feira (08). O caso foi noticiado pela TV Record em rede nacional. Segundo uma publicação feita supostamente pela esposa, o suspeito de ter cometido o crime é identificado como Fagner Oliveira, de aproximadamente 22 anos, e cometeu o crime dentro de seu próprio lar, aproveitando a ausência da família. A esposa de Fagner, segundo o texto que está sendo distribuído pelas redes sociais, só descobriu o estupro quando ela foi dar banho na criança e viu que esta sangrava muito. A menina de apenas quatro anos é irmã da esposa de Fagner.

De acordo com a companheira de Fagner ele agia naturalmente mesmo tendo cometido a conjunção carnal com a criança, mas após ter sido descoberto confessou o crime e se defendeu dizendo que “não sabia onde estava com a cabeça e que não queria ter feito aquilo” e se dizia arrependido. De imediato a esposa chamou a Polícia, mas ao ver que seria preso e muito provavelmente iria para um presídio, Fagner fugiu com ajuda da sua irmã de pré nome Tamires. Segundo a esposa do suspeito há a grande probabilidade de se ter fugido para o município de Iuiú ou Guanambi onde o suspeito possui familiares.

O caso chocou o estado de São Paulo e o crime foi noticiado no programa “Cidade Alerta” da Televisão Record, chegando ao conhecimento de diversas pessoas da região da Serra Geral e, da redação do Sudoeste Bahia. A família da vítima registrou Boletim de Ocorrência numa delegacia da capital paulista. Também um exame de corpo delito foi feito na menina e comprovou a violência sexual. A Polícia de São Paulo realiza buscas de pistas que indiquem se ele ainda está em São Paulo ou se de fato ele fugiu para a Bahia. Fagner é considerado foragido da Justiça.

Fonte: Willian Silva / Sudoeste Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.