Palmas de Monte Alto: Irmãs gêmeas pedem ajuda para ver o pai doente que vive em situação difícil no Ceará; ele foi picado por cobra; veja vídeo

Foto: Leitor do Portal Vilson Nunes

As irmãs gêmeas Simone e Silmara, de 14 anos, moradoras da fazenda Pajeú, na zona rural do município de Palmas de Monte Alto procuraram à redação do Portal Vilson Nunes, nesta segunda-feira (16), através de mensagem, solicitando ajuda para o seu pai, identificado como Antônio Cícero Feitosa Araújo, de 40 anos, que está muito doente, após ter sido picado por uma cobra. Atualmente, ele está morando em sua terra natal, na cidade de Acopiara, no estado do Ceará.

Na carta, as adolescentes relatam que faz quase 10 anos que elas não veem o genitor, pois desde que Antônio se separou da mãe de ambas, ele mudou-se para a cidade cearense e, somente esta semana chegou a notícia do estado de saúde dele e o drama que ele está vivendo, passando por diversas dificuldades financeiras, conforme é mostrado no vídeo. “Essa semana tivemos a notícia que ele está muito doente devido a picada de cobra, um braço já não funciona mais e alguns nervos estão atrofiando (perdendo o movimento do corpo)”. ASSISTA:

As filhas ainda disseram, que quando morava em Palmas de Monte Alto, o pai trabalhava com ‘Valdemar do Carvão’, na carvoeira. Segundo elas, no momento ele não recebe nenhum benefício do governo e até o Bolsa Família foi cortado. “Somos gêmeas e temos 14 anos de idade, pedimos encarecidamente que nos ajude com qualquer quantia, no momento ele está contando com ajuda de outras pessoas com doação de cesta básica, e por ser uma cidade muito pobre do Ceará nem ir ao médico está conseguindo, pois a situação lá em hospitais é de difícil acesso. A gente precisa de qualquer ajuda para ajudar ele, se possível uma ajuda para nós visitarmos ele. Quem tá com ele no momento é minha tia, irmã dele. Quem puder nos ajudar entre em contato pelos telefones: (77) 9-9952-1340 ou (77) 9-9852-0277”, escreveu.

Fonte: Portal Vilson Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.