Guanambi: Proprietário de bar é preso pela PM por organizar bingo e provocar aglomeração em plena pandemia

Viatura da PM de Guanambi (Foto: Portal Vilson Nunes)

Um proprietário de bar, identificado pelas iniciais L.R.S, de 48 anos, foi detido na noite deste sábado (27), após descumprir Decreto Estadual, que proibiu o funcionamento de estabelecimentos não essenciais e aglomeração. O fato aconteceu por volta das 18h, na rua Caixa D’Agua, no distrito de Ceraíma, na zona rural de Guanambi (BA).

De acordo com informações obtidas pelo PORTAL VILSON NUNES, durante rondas, os policiais da 2ª companhia do 17º BPM avistaram uma aglomeração de pessoas em um bar. Com a aproximação da viatura, as pessoas começaram a se dispersar e ao ser efetuada a averiguação no interior do estabelecimento foi constatado que estava ocorrendo a realização de um bingo.

O dono do estabelecimento, que era o organizador do jogo de azar, foi preso em flagrante pelo crime de Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa previsto no Artigo 268 do Código Penal. Na ocasião, o acusado foi conduzido à Delegacia juntamente com o material do jogo de azar para as providências legais.

Desde a decretação das medidas restritivas pelo Governo do Estado no dia 19.02, essa é a segunda ocorrência registrada no munícipio de Guanambi por descumprimento do decreto.

Feito por Portal Vilson Nunes

One thought on “Guanambi: Proprietário de bar é preso pela PM por organizar bingo e provocar aglomeração em plena pandemia

  1. Concordo plenamente com a polícia se decreto tem de respeitar pq se banaliza .justo a ação policial tem se dar exemplo .pq esses donos bares acham que são melhores do que qualquer comerciante que estar com as portas fechadas .outra coisa tbm assim deveria ser com disk cervejas que estão desobedecendo a lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.