Em entrevista, prefeito Valtécio Aguiar critica ‘parte da imprensa’ de Caetité após ser questionado sobre a UNACON; ouça

Valtécio Aguiar (Foto: Reprodução)

Em entrevista concedida nesta terça-feira (1), à Rádio Educadora FM, o prefeito de Caetité, Valtécio Aguiar (PDT), criticou ‘parte da imprensa’ caetiteense, após ser questionado sobre o problema envolvendo a gestão municipal e a empresa responsável pela administração da UNACON. Sem citar nomes, o chefe do executivo subiu o tom e afirmou que alguns profissionais de comunicação que atuam na cidade não falam a verdade ao compartilharem as informações à população. “Infelizmente, nem todos que trabalham aqui como radialista, comunicadores, jornalistas, nem todos, infelizmente existem algumas pessoas que não levam a coisa na realidade, na verdade. Não procura as informações para está divulgando, na devida realidade do que está acontecendo…Infelizmente isso suja a classe!”, manifestou Valtécio.

Ainda segundo publicação do site Radar 030, em outro momento da entrevista, o prefeito elogiou o comportamento da referida emissora, na qual, o Município mantém um contrato institucional no valor de R$:49.680,00, conforme consta no Portal da Transparência. Ainda conforme o site, desde que assumiu o governo em janeiro de 2021, Valtécio fez parceria com a Educadora, única emissora que propaga as ações da administração, inclusive sendo o único veículo de comunicação em que ele concede entrevista. [ouça]

No mês passado, funcionários da UNACON denunciaram diversos aspectos da Unidade de Saúde, além de reclamarem dos salários atrasados, alegando que tanto o governo municipal, quanto o governo estadual não estão repassando devidamente os recursos, conforme foi acordado em 2021. Na ocasião, Valtécio alegou que não existe um bom relacionamento entre a prefeitura e a empresa responsável pela UNACON e negou que exista débito do município. “Nós não temos dívidas com a UNACON. O contrato está suspenso desde dezembro de 2022. O que nós temos de débito hoje na Unacon, é uma faixa de 210 mil reais e mesmo assim por que não prestaram contas do relatório para que nós fizesse o pagamento. Ficou ainda um prazo de 15 dias para definir a situação. Da minha parte, se depender do voto do município não continuará, por que não existe mais relacionamento de credibilidade e de boa vivência entre a gente[confira]

Feito por Portal Vilson Nunes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.