Câmara de Brumado vota pela admissibilidade do processo de impeachment do prefeito Eduardo Vasconcelos

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

Aconteceu na noite desta segunda-feira (06), na Câmara Municipal de Brumado, a votação que definiu pelo acatamento do processo de impeachment contra o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB). As denúncias foram apresentadas pela Auditoria Pública Cidadã da Bahia (Aucib), que viu irregularidades na utilização de precatórios do Fundef.

Apesar das recomendações da casa legislativa, muitas pessoas se aglomeram do lado de fora do local. Dentro da plenária, as cadeiras estão ocupadas de forma a manter o distanciamento social. A Polícia Militar faz vigilância na região a fim de garantir a segurança de todos os presentes. Por 9 votos a 4 a proposta foi aprovada.

Votaram a favor pelo acatamento os vereadores: Ilka Abreu, Leonardo Vasconcelos, Edmilson Aguiar, Girson Lêdo, Elias Piau, Reinaldo Brito, Zé Ribeiro, Luiz Carlos Palito e Wanderley Amorim. Foram contra os parlamentares: Lia Teixeira, Gláudson Dias, Zé Carlos de Jonas e José Santos.

Com a votação encerrada, a comissão ficou definida a seguir: a vereadora Ilka Abreu como Presidente e o vereador Palito como Relator. Já os vereadores: Zé Carlos de Jonas (situação), Ilka Abreu e Palito (oposição), vão ser responsáveis por analisar e verificar as denúncias.

Fonte: Achei Sudoeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.