Caculé: Servidores públicos denunciam perseguição política; assista

Prefeitura de Caculé (Foto: Kauê Souza/Achei Sudoeste)

Iniciado o ano de 2024 e com o aproximar das eleições, muitas mudanças vêm ocorrendo no quadro de funcionários do município de Caculé. Demissões, troca de funções e locais de trabalho dos servidores, além de diversas contratações com vínculos eleitorais.

Alguns funcionários têm usado as redes sociais para denunciar perseguições políticas. Um servidor, que atua no município há 26 anos, relata que foi removido do local que trabalha há anos para um outro distante da sua residência apenas por apoiar o candidato da oposição; um outro servidor também relatou que foi obrigado a tirar uma foto no gabinete do prefeito para não ter o salário reduzido; funcionários contratados têm sido coagidos a comparecer em eventos da prefeitura bem como postar fotos, em suas páginas pessoais, para promover o prefeito e vice. Contratações excessivas e vantagens têm sido oferecidas a opositores em troca de apoio político em um verdadeiro “toma lá dá cá”. [assista]

O prefeito Pedro Dias sofre um grande desgaste político devido a baixa popularidade do seu governo. Recentemente, dois vereadores deixaram a base do governo municipal. Na noite desta segunda-feira (04), o vereador Edmilson Coutinho (PSB) – o Tubaína, usou a tribuna da Câmara de vereadores para declarar oposição ao prefeito Pedro Dias (PSB). Na fala, Tubaína diz considerar Pedrão o pior prefeito da história e que a eleição dele é 99% perdida.

Fonte: Sertão em Dia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.