Autoridades alertam os populares que estão invadindo área de segurança da barragem de Ceraíma; ‘invasão de área federal é crime’

Foto: Divulgação

Embora existam inúmeras placas de alerta, edificado um enorme muro, feito o reforço de cercas laterais e implantação de sistema de câmeras, nada disso tem sido suficiente para barrar a curiosidade de populares que estão invadindo área reservada da barragem de Ceraíma e colocam crianças e famílias inteiras em risco, em área com sistema de alerta, fiação elétrica e risco de quedas de altura. Muitos brincam andando pelo paredão de mais de três metros de altura e tomam banho no vertedouro lateral.

👮‍♀️ – Comando da PM pede colaboração da população

O comando do 17º BPM, através do Tenente-coronel Arthur Marcarenhas pede que a população não coloque a segurança de suas famílias em risco. A PM não está dando conta do enorme fluxo de pessoas que estão invadindo o local, quebrando cercas e estourando até cadeados. Muitos passam por fora e invadem a área do sangradouro.

⚠️ – Chefe local da Codevasf alerta para a invasão de área federal

Durante reunião com o Grupo de Trabalho na última quinta (6) no escritório local da Codevasf em Guanambi, o servidor Hudson Caldeira, informou, em nome do Superintendente Regional da 2°/SR-Codevasf, o Sr. Harley Xavier Nascimento, que o órgão fez um investimento alto para ampliar a segurança e restringir o acesso ao barramento de pessoas não autorizadas, conforme as diretrizes de Segurança de Barragens, como construção de muro, afixação de placas grandes de alerta, portão sob cadeado no acesso de entrada e que, somente profissionais habilitados estão autorizados a acessar a área.

🚫 – Invasão de área federal é crime, e as pessoas que estão invadindo o local, serem identificadas, poderão responder pela prática, na Justiça federal local.

Fonte: Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.