Após registro de furtos de gado, PM implanta ‘Operação Ronda Rural’ nos municípios de Palmas de Monte Alto, Sebastião Laranjeiras e Matina

Foto: Divulgação

Em decorrência de alguns furtos, ocorridos nos últimos meses, na zona rural de Palmas de Monte Alto e Sebastião Laranjeiras, no sudoeste baiano, o comandante da 4ª Cia do 17º Batalhão – Capitão PM Vilaça determinou, a implantação da Operação Ronda Rural nos referidos municípios, no período noturno com o intuito de coibir a prática de furtos e proporcionar mais sensação de segurança às comunidades rurais.

Em contato com a reportagem do PORTAL VILSON NUNES, o comandante informou que, os policiais militares já iniciaram, desde a última terça-feira (3), rondas intensas nos municípios  de Palmas de Monte Alto, Sebastião Laranjeiras e Matina, que pertencem à 4ª CIA.

Conforme fora amplamente divulgado pela imprensa, recentemente, foram registrados furtos de bovinos nos municípios de Palmas de Monte Alto e Sebastião Laranjeiras.

Em Palmas de Monte Alto, no dia 4 de novembro, o lavrador Hélio de Almeida Assunção, residente no distrito de Mutans, na zona rural de Guanambi (BA), compareceu à Delegacia de Polícia de Palmas de Monte Alto, denunciando que, indivíduos furtaram 32 (trinta e duas) vacas, e 03 (três) touros, em sua fazenda Pau de Espinho, totalizando um prejuízo de aproximadamente R$ 141.000,00 (cento e quarenta e um mil reais).

Dois dias depois, um vaqueiro, identificado como Creuzantino da Silva Porto, residente no Povoado de Barra do Riacho, na zona rural de Palmas de Monte Alto, denunciou que também foi vítima de furto em sua propriedade, situada na Fazenda Passagem da Onça, nas proximidades da Baixa do Augusto, neste município. Segundo ele, indivíduos adentraram em sua propriedade e subtraíram uma vaca. 

E mais recentemente, no município de Sebastião Laranjeiras, Dois lavradores estiveram na última sexta-feira (29/11), na Delegacia de Polícia de Sebastião Laranjeiras (BA), registrando queixas, quando alegaram terem sido vítimas de furtos em suas propriedades, situadas na fazenda Curral Velho, na zona rural do referido município. Em ambos os casos, os ladrões, mataram os animais com disparos de arma de fogo, arrastaram por ali por perto, retiraram o couro, a cabeça e as patas e levaram o restante da carne. 

Fonte: Portal Vilson Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.