Acusado de estuprar adolescente em Malhada é condenado a oito anos e seis meses de prisão

Foto: Divulgação

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) condenou a oito anos e seis meses de prisão em regime fechado – Joaquim José da Silva (Quinca), de 43 anos, pelo estupro de uma adolescente na comunidade de Lagoa dos Patos, zona rural do município de Malhada, no Sudoeste da Bahia.

Quinka já havia sido preso no mês de maio de 2018, mas foi inocentado no mês de novembro do mesmo ano pelo juiz Roberto Paulo Prohmann Wolf. Diante da decisão de primeiro grau, o representante do Ministério Público recorreu da decisão e o TJ-BA reformou a decisão e condenou o réu. A decisão não cabe mais recurso, conforme apurou o portal Folha do Vale.

Entenda o caso

O réu é acusado de ter estuprado uma adolescente no dia 24 de janeiro de 2018, na comunidade de Lagoa dos Patos, região do distrito de Canabrava. De acordo com o depoimento da vítima, Quinca praticou o ato libidinoso enquanto levava ela para casa. Ela ainda resaltou que estava acompanhada de uma colega, esta prima do autor.

O réu ainda é acusado de assassinar Iara da Paixão Souza, de 11 anos, no dia 23 de março de 2018, no distrito de Canabrava. O juiz da Comarca de Carinhanha, Eldsamir da Silva Mascarenhas determinou que o réu fosse levado a júri, porém o advogado do acusado recorreu da decisão alegando que existem erros gritantes que impõe a nulidade do processo do seu cliente.

Fonte: Folha do Vale

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.