Ação da PF contra organização criminosa cumpre mandados em Livramento e Rio de Contas

Foto: Divulgação l PF

Na manhã desta terça-feira (29), a Polícia Federal (PF) cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão durante a Operação “Work Out” para desarticular uma organização criminosa acusada de fabricar medicamentos proibidos com ramificações em dois municípios de Rio de Contas e Livramento de Nossa Senhora. Foram 14 mandados de prisão preventiva e 31 mandados de busca e apreensão em Uberlândia, Ituiutaba, Araxá e Belo Horizonte, em Minas Gerais, além de São Paulo e Cajamar, no estado de São Paulo. A sede dos suspeitos ficava em Uberlândia, os policiais interditaram um laboratório clandestino, onde equipamentos e cápsulas foram apreendidas.

De acordo com a PF, as investigações que iniciaram há seis meses identificaram que o grupo fabricava o medicamento falso dizendo que o produto era 100% fitoterápico e prometia resultados milagrosos na perda de peso. Mas a manipulação era realizada em laboratórios clandestinos, sem obedecerem a protocolos sanitários, com a produção de fórmulas de sibutramina (anorexígeno) e fluoxetina (antidepressivo e ansiolítico), por exemplo.

Os envolvidos no esquema criminoso vão responder por ocultação de bens em nome de terceiros, em ação de lavagem de capitais. Estima-se que entre fazendas e automóveis de luxo, o sequestro de bens é avaliado em mais de R$ 10 milhões.

Fonte: Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.