50 mil mortos: Jornal Nacional faz forte editorial contra “negligentes” e “desrespeitosos” durante pandemia; assista

A edição do “Jornal Nacional”, neste sábado (20), começou com um forte editorial da TV Globo após o Brasil completar 50 mil mortos pela Covid-19. A atração contou com a participação excepcional de William Bonner e Renata Vasconcelos, que não apresentam o telejornal nos fins de semana.

Sem citar nomes, o texto lido pelos apresentadores falaram em “empatia” e sobre a nação chorar pela perda de pessoas queridas. “É um sinal muito triste dos tempos que nós vivemos que tenhamos que explicar essa atitude. E não para a imensa maioria do povo brasileiro, mas para uma minoria muito pequena e barulhenta”, criticou.

“A história vai registrar o trabalho valoroso de todos os que fizeram de tudo no combate à pandemia, com profissionais de Saúde em primeiro lugar. Mas a história vai registrar também aqueles que se omitiram, os que foram negligentes, desrespeitosos. A história atribui glória e atribui desonra. E história fica para sempre”, finalizou o editorial.

A cobertura crítica do JN durante a pandemia despertou a ira de apoiadores de Jair Bolsonaro. O presidente, inclusive, chegou a defender o atraso da divulgação dos dados oficiais de mortos para um horário após a exibição do telejornal. A medida foi revogada após o Grupo Globo estabelecer um consórcio com outros veículos de imprensa e fazer um levantamento separado dos dados. Assista:

Fonte: Bocão News

One thought on “50 mil mortos: Jornal Nacional faz forte editorial contra “negligentes” e “desrespeitosos” durante pandemia; assista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.