Soldado da PM mata namorada, sogra, mãe e depois tira a própria vida em MG

Foto: Reprodução

Um soldado da Polícia Militar (PM), de 23 anos, é suspeito de ter matado a namorada, de 34 anos, a mãe dela, de 63 anos, e a própria mãe, de 48 anos. Após os homicídios em Divinópolis e Rio Pomba, o jovem tirou a própria vida. O caso é investigado pela Polícia Civil. De acordo com o major Flávio Santiago, chefe da Sala de Imprensa da PM de Minas Gerais, os militares em Rio Pomba foram acionados por volta das 6h30 de sábado (12) por parentes do jovem, que chegaram à casa da família, no Bairro Rosário, e encontraram ele e mãe mortos em uma cama. Na mão do rapaz havia um revólver calibre 38. Ainda segundo a PM, o irmão do jovem informou que havia recebido uma mensagem através de um aplicativo de celular em que o soldado pedia desculpas e confessava os homicídios e o suicídio. “Na mensagem enviada para o irmão, o jovem pedia desculpas por sua fraqueza e pedia para que avisasse à PM que ele havia matado a namorada e a mãe dela na cidade de Divinópolis. Ele revelou ainda que mataria a própria mãe, para que ela não tivesse que conviver com essa dor, e tiraria a própria vida”, explicou o major Flávio Santiago.

De acordo com o G1, diante da informação, os policiais de Rio Pomba fizeram contato com as equipes de Divinópolis pra que eles fossem até a casa da namorada do jovem para confirmar a informação. Por volta das 9h, os militares de Divinópolis chegaram ao imóvel no Bairro Sidil, e lá encontraram a namorada do jovem, que também é da PM, e a mãe dela, cada uma em um quarto, com marcas de tiros de revólver calibre 38. Após os trabalhos da perícia, os corpos das duas vítimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.