noticias STF retoma julgamento de prisão após condenação em segunda...

STF retoma julgamento de prisão após condenação em segunda instância

-

- Advertisment -

STF (Foto: Divulgação)

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quinta-feira (7), às 14h, o julgamento sobre a constitucionalidade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após segunda instância. A expectativa é de que o julgamento seja finalizado hoje, quando ocorre a quinta sessão da Corte para discutir a questão.

Até o momento, o placar do julgamento está 4 votos a 3 a favor da medida. Faltam os votos dos ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello, Dias Toffoli e da ministra Cármen Lúcia.

No dia 17 de outubro, a Corte começou a julgar definitivamente três ações declaratórias de constitucionalidade (ADCs), relatadas pelo ministro Marco Aurélio e protocoladas pela Ordem dos Advogados, pelo PCdoB e pelo antigo PEN, atual Patriota.

O entendimento atual do Supremo permite a prisão após condenação em segunda instância, mesmo que ainda seja possível recorrer a instâncias superiores. No entanto, a OAB e os partidos sustentam que o entendimento é inconstitucional e uma sentença criminal somente pode ser executada após o fim de todos os recursos possíveis, fato que ocorre no STF e não na segunda instância da Justiça, nos tribunais estaduais e federais. Dessa forma, uma pessoa condenada só vai cumprir a pena após decisão definitiva do STF.

A questão foi discutida recentemente pelo Supremo ao menos quatro vezes. Em 2016, quando houve decisões temporárias nas ações que estão sendo julgadas, por 6 votos a 5, a prisão em segunda instância foi autorizada. De 2009 a 2016, prevaleceu o entendimento contrário, de modo que a sentença só poderia ser executada após o Supremo julgar os últimos recursos.

Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o julgamento terá impacto na situação de 4,8 mil presos com base na decisão do STF que autorizou a prisão em segunda instância. Os principais condenados na Operação Lava Jato podem ser beneficiados, entre eles, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril do ano passado, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ter sua condenação por corrupção e lavagem de dinheiro confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no caso do tríplex do Guarujá (SP), além do ex-ministro José Dirceu e ex-executivos de empreiteiras.

Fonte: Agência Brasil

Últimas Notícias

Jovem de Matina morre após ser atingido por manilha de concreto em obra no estado de SP

Um jovem de 19 anos, identificado como José Ivo Rodrigues da Silva, natural de Matina(BA), morreu após ser atingido...

Crueldade em Conquista: Em depoimento à polícia, acusados dizem que jovem guanambiense foi queimado ainda vivo; reportagem repercute no país inteiro

O jovem guanambiense de 24 anos que trabalhava como motorista por aplicativo na cidade de Vitória da Conquista, e...

Caetité: Em forma de protesto, moradora coloca panelas sujas em frente à Embasa, após ficar mais de 10 dias sem água

Nesta segunda-feira (11), uma moradora caetiteense, não identificada, protestou por falta de água de forma inusitada ao colocar panelas...

Ex-presidiário é morto com vários tiros no bairro Residencial dos Pássaros, em Guanambi

Um homem, identificado como Lúcio de Jesus, 33 anos, foi morto com vários tiros, na noite desta segunda-feira (11),...

CASO HIAGO | Vídeo mostra assassinos sendo escoltados para participarem de audiência após protesto de amigos da vítima; juiz determina prisão preventiva de ambos

Um vídeo obtido pela reportagem do PORTAL VILSON NUNES mostra, o exato momento que, Rodrigo Porto Oliveira, vulgo Playboy,...

Guanambi: Dupla armada ataca funcionário de Posto de Combustíveis e rouba malote com quase R$ 20 mil reais

Na manhã desta segunda-feira (11), dois criminosos armados, roubaram um malote com R$ 18.000,00 (dezoito mil reais), que estava...

Mais Lidas

- Advertisement -

Portal Vilson NunesÚltimas Notícias
O portal de notícias com a marca da verdade