PM desarticula quadrilha de assaltantes, apreende armas e recupera veículos roubados na BA

Share on facebook
Share on whatsapp
Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (12), policiais militares da Companhia de Emprego Tático Operacional (CETO) desarticularam uma quadrilha de assaltantes, apreendeu armas e recuperou veículos roubados, na cidade de Paulo Afonso (BA). Segundo informações obtidas pelo Portal Vilson Nunes, a guarnição da CETO, receberam um informe do núcleo de inteligência do 20° BPM indicando que na rua Apolônio Sales, no bairro Tancredo Neves III, os referidos indivíduos estariam portanto arma de fogo e fazendo uso de entorpecentes.

Conforme a polícia, quando as viaturas chegaram no local, os policiais perceberam indivíduos pulando o muro lateral na tentativa de fugir. Foi feito o cerco e os suspeitos foram capturados. Eles foram identificados como Messias Vicente da Silva, 33 anos, natural de Juazeiro-BA; Anderson Gomes de França Primeiro, natural de Recife-PE e José Cícero dos Santos Júnior, natural de Cabrobó-PE.

Com eles, foram apreendidos: 01 revólver calibre 38, marca Taurus, oxidado, de numeração 269845; 14 munições calibre 38; 01 motocicleta Honda Bros, de placa ORI 6483; 01 motocicleta  Honda Falcon de placa OZS 6160.

Os suspeitos disseram que eram locatários da casa em frente e que seus veículos estavam lá. Feito a busca na segunda residência foram encontrados: 01 veículo Nissan Frontier de, placa OZR 0335; 01 veículo Jeep Renegade, de placa PFY 7664 e 01 veículo Hilux SW 4, de placa PFY 9701.

No interior dos veículos foram encontrados: 02 fuzis adaptados calibre.30; 402 munições calibre.30; 01 coturno preto; 01 balaclava; 01 chapéu; 01 celular Samsung preto; 01 celular LG preto e 01 porção de maconha.

Os suspeitos confessaram que os veículos foram tomados de assalto em outros estados e que eram utilizados pela quadrilha nos roubos. Os três presos e todo material apreendido foram conduzidos até a Delegacia Territorial de Paulo Afonso para a adoção das medidas cabíveis.

Fonte: Portal Vilson Nunes