Palmas de Monte Alto: Secretaria de Agricultura promove reunião com produtores rurais sobre o PAA

Share on facebook
Share on whatsapp
Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Agricultura de Palmas de Monte Alto (BA) realizou, na manhã desta segunda-feira (14), uma reunião no auditório da Prefeitura Municipal, quando discutiu com os produtores da agricultura familiar sobre o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Conforme informações repassadas ao Portal Vilson Nunes, durante o encontro que contou com a presença da Secretária Municipal de Assistência Social, Joana Nascimento, os agricultores receberam instruções e puderam fornecer as suas propostas ao Poder Público Municipal.

Foto: Divulgação

PROGRAMA:

Criado em 2003, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é uma ação do Governo Federal para colaborar com o enfrentamento da fome e da pobreza no Brasil e, ao mesmo tempo, fortalecer a agricultura familiar. Para isso, o programa utiliza mecanismos de comercialização que favorecem a aquisição direta de produtos de agricultores familiares ou de suas organizações, estimulando os processos de agregação de valor à produção.

Como funciona:

Parte dos alimentos é adquirida pelo governo diretamente dos agricultores familiares, assentados da reforma agrária, comunidades indígenas e demais povos e comunidades tradicionais, para a formação de estoques estratégicos e distribuição à população em maior vulnerabilidade social.

Os produtos destinados à doação são oferecidos para entidades da rede socioassistencial, nos restaurantes populares, bancos de alimentos e cozinhas comunitárias e ainda para cestas de alimentos distribuídas pelo Governo Federal.

Outra parte dos alimentos é adquirida pelas próprias organizações da agricultura familiar, para formação de estoques próprios. Desta forma é possível comercializá-los no momento mais propício, em mercados públicos ou privados, permitindo maior agregação de valor aos produtos.

A compra pode ser feita sem licitação. Cada agricultor pode acessar até um limite anual e os preços não devem ultrapassar o valor dos preços praticados nos mercados locais.

Quem acessa: 

agricultores familiares, assentados da reforma agrária, comunidades indígenas e demais povos e comunidades tradicionais ou empreendimentos familiares rurais portadores de DAP – Declaração de Aptidão ao Pronaf.

Quem executa: o PAA é executado com recursos da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) e do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), em parceria com estados, municípios e com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Fonte: Portal Vilson Nunes