noticias OAB recomenda afastamento temporário de Moro e Deltan

OAB recomenda afastamento temporário de Moro e Deltan

-

OAB recomenda afastamento temporário de Moro e Deltan

Deltan e Moro (Foto: Reprodução)

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) aprovou por unanimidade nesta segunda-feira, 10, recomendar o afastamento temporário de suas funções do ministro da Justiça, Sergio Moro, do coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, e dos demais procuradores da República citados em diálogos revelados por uma série de reportagens do site The Intercept Brasil.

O afastamento ocorreria até o encerramento das investigações. Em nota, o conselho federal da entidade defende “investigação plena, imparcial e isenta”, diante da “gravidade dos fatos” e do que chama de “possível relação de promiscuidade” na condução de ações penais no âmbito da operação.

A entidade também afirma ter ficado “perplexa” não só pelo conteúdo das conversas gravadas, “que ameaçam caros alicerces do Estado democrático de Direito”, mas também pelo fato de autoridades públicas supostamente terem sido hackeadas, “com grave risco à segurança institucional”.

Para a OAB, a eventual investigação do caso deve preservar a independência e imparcialidade do Poder Judiciário, a liberdade de imprensa e a prerrogativa Constitucional de sigilo da fonte. “Tudo como forma de garantir a solidez dos pilares democráticos da República.”

Mensagens atribuídas a Moro e Dallagnol, divulgadas pelo site neste domingo, 9, mostram que ambos trocavam colaborações enquanto integravam a força-tarefa da Lava Jato.

Veja a íntegra da nota da OAB:

“O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Colégio de Presidentes de Seccionais, por deliberação unânime, manifestam perplexidade e preocupação com os fatos recentemente noticiados pela mídia, envolvendo procuradores da República e um ex-magistrado, tanto pelo fato de autoridades públicas supostamente terem sido “hackeadas”, com grave risco à segurança institucional, quanto pelo conteúdo das conversas veiculadas, que ameaçam caros alicerces do Estado Democrático de Direito.

É preciso, antes de tudo, prudência. A íntegra dos documentos deve ser analisada para que, somente após o devido processo legal – com todo o plexo de direitos fundamentais que lhe é inerente –, seja formado juízo definitivo de valor.

Não se pode desconsiderar, contudo, a gravidade dos fatos, o que demanda investigação plena, imparcial e isenta, na medida em que estes envolvem membros do Ministério Público Federal, ex-membro do Poder Judiciário e a possível relação de promiscuidade na condução de ações penais no âmbito da operação Lava Jato. Este quadro recomenda que os envolvidos peçam afastamento dos cargos públicos que ocupam, especialmente para que as investigações corram sem qualquer suspeita.

Fonte: VEJA

Últimas Notícias

Polícia Civil prende irmãos foragidos dos estados da BA e MT envolvidos com roubo a bancos, homicídios e tráfico de drogas; um deles era...

Na manhã desta quinta-feira (19), após um exaustivo trabalho de investigação dos policiais civis lotados na Delegacia Territorial de...

Homem tem 2 dedos decepados por máquina de marcenaria na zona rural de Palmas de Monte Alto

Edson da Silva Castro, 41 anos de idade, teve dois dedos da mão decepados quando manuseava uma máquina Tupia,...

Caetité: Vereadores denunciam atrasos nos repasses da prefeitura à Fundação Hospitalar Senhora Santana; diversas cirurgias não estão sendo realizadas

No último dia 10 de setembro, os vereadores de Caetité, da bancada de oposição, encaminharam requerimento ao presidente da...

PF cumpre mandados em gabinetes do líder do governo e de seu filho

Policiais federais estão desde as primeiras horas desta quinta-feira (19) no Senado e na Câmara dos Deputados cumprindo  mandados...

Colégio Estadual realizará III Feira de Ciências em Palmas de Monte Alto

Acontecerá no dia 25 de setembro, das 8h às 17h no Colégio Estadual Anísio Teixeira, em Palmas de Monte...

Uma pessoa morre e quatro ficam feridas após carro capotar na BR-430 em Igaporã

Um grave acidente foi registrado na tarde desta quarta-feira (18), na BR-430, próximo à cidade de Igaporã (BA). Segundo...

Mais lidas

- Advertisement -

You might also likeRELATED
Recommended to you