Matagal em terrenos baldios provocam proliferação de animais peçonhentos em Palmas de Monte Alto

Share on facebook
Share on whatsapp
Foto: Vivian Nunes/Portal Vilson Nunes

O grande número de terrenos baldios em Palmas de Monte Alto tem contribuído para a proliferação de pragas urbanas. Com o lixo muitas vezes composto por restos de alimentos, animais como cobras, aranhas, formigas, abelhas, ratos, entre outros se aproximam das residências e acabam fazendo morada. Esses animais transmitirem doenças e causam agravos à saúde dos moradores das casas em que fixam residências e também dos animais domésticos.

Recentemente, um jovem foi picado por uma cobra coral, no bairro São Vicente, em Palmas de Monte Alto (BA). Diante da gravidade do caso, a vítima precisou ser socorrida para à emergência do Hospital Regional de Guanambi. Além disso, vários moradores têm encaminhado imagens de cobras e outros animais peçonhentos que são flagrados em suas propriedades.

TERRENOS BALDIOS

Os terrenos baldios são espaços das cidades que estão vazios, sem moradores e por conta disso, muitas vezes, tornam-se depósitos de lixo e entulho. A falta de limpeza nesses terrenos pode gerar problemas diversos em virtude do acúmulo de lixo e entulho e do crescimento do mato. Esses fatores facilitam a proliferação de roedores, insetos e animais peçonhentos.

Além disso, o mato alto aliado ao acúmulo de lixo pode facilitar a formação de reservatórios de água, que se tornam criadouros do mosquito da dengue. Dessa forma, a ação das equipes de combate à dengue também é prejudicada pela dificuldade de acesso ao local.

Outro problema ocasionado pela presença desses detritos nos terrenos abandonados ocorre nas épocas de chuva, quando a enxurrada pode carregá-los, contribuindo com o entupimento de bueiros e canais de escoamento de água e provocando alagamentos na região.

Quem vive próximo a esses locais ainda deve tomar cuidado com os animais que são atraídos e se criam por ali. Os entulhos e restos de materiais de construção servem de abrigo para aranhas e escorpiões, por exemplo. Já o acúmulo de lixo é apontado como um grande problema, pois a presença de matéria orgânica serve de alimento para algumas espécies.

Além do aparecimento de insetos, ratos, escorpiões, os vizinhos de terrenos baldios reclamam do mau cheiro e da presença de pessoas que fazem uso indevido do local. Tudo isso gera outro inconveniente: a desvalorização de imóveis do entorno.

A responsabilidade pela conservação desses terrenos é exclusiva de seus proprietários que devem se conscientizar da importância em mantê-los sempre limpos. Quando eles não exercem seus deveres, o melhor caminho é notificar a prefeitura que tomará as ações cabíveis no sentido de multar e obrigar o proprietário a cuidar do terreno.

Fonte: Portal Vilson Nunes