noticias Embasa deixa clientes insatisfeitos em várias cidades do sudoeste...

Embasa deixa clientes insatisfeitos em várias cidades do sudoeste baiano

-

- Advertisment -

Embasa (Foto: Reprodução)

Milhares de clientes da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), espalhados por todo o sudoeste baiano têm demonstrando total insatisfação com os serviços prestados pela referida empresa.

Nos últimos dias, a reportagem do PORTAL VILSON NUNES vem recebendo diversas reclamações de consumidores por vários aspectos. Em Palmas de Monte Alto, os cidadãos enfrentaram problemas com o desabastecimento por cerca de uma semana.

Na cidade de Caetité, os moradores de alguns bairros denunciam há dias, que a Embasa tem fornecido água com “cheiro de esgoto”, coloração amarelada e suja. No entanto, em nota recente enviada à imprensa, a empresa esclareceu que, a água fornecida em Caetité tem qualidade garantida.

A situação ainda é pior no município de Brumado, onde os moradores estão há mais de 10 dias sem água e convivem com o drama de receber o líquido através de caminhões pipas com muitas deficiências no abastecimento, pois apenas três veículos não são suficientes para atender toda a demanda. Em nota, a Embasa afirmou que está trabalhando para restabelecer o funcionamento da adutora de Malhada de Pedras após danos no equipamento causados pelas fortes chuvas ocorridas recentemente. Em comunicado, a empresa informou que está empreendendo os esforços necessários para concluir os reparos necessários o mais breve possível e regularizar a distribuição de água tratada em Malhada de Pedras e nas localidades rurais de Brumado atendidas pelo equipamento.

Em Guanambi, a principal contrariedade dos clientes é em relação a taxa abusiva cobrada no esgotamento sanitário. Atualmente, a empresa pratica a cobrança de 80% nos serviços, o que já foi motivo de várias ações impetradas na justiça. Inclusive, recentemente o juiz da Vara da Fazenda Pública de Guanambi decidiu que o índice de cobrança da taxa de esgoto será de 40% (quarenta por cento) sobre o consumo mensal de cada usuário. O índice tem por base a Lei Municipal n.º 990/2015, que foi regulamentada por meio do Decreto n.º 464/2019, firmado pelo então Prefeito em Exercício Hugo Costa, além de ter sido utilizada na decisão a interpretação dada pelo próprio Ministério Público, com base no art. 30, inciso I, que reserva aos entes municipais a possibilidade de legislar sobre assuntos de interesse local, como no caso da taxa de esgoto.

Fonte: Portal Vilson Nunes

Últimas Notícias

Ação conjunta da Polícia Civil do CE e da BA prende ‘Baú’, considerado o nº 1 do tráfico de drogas em Guanambi

Na tarde deste sábado (25), uma ação conjunta da Polícia Civil dos estados da Bahia e do Ceará resultou...

Homem morre após ser esfaqueado durante briga em Caetité

Um homem, identificado como Elias Junior Meira Pimentel, 33 anos, foi assassinado com golpes de faca, na madrugada deste...

Defesa Civil confirma sete mortes por causa da chuva em Minas; mais de 2,5 mil pessoas estão desalojadas e 791 estão desabrigadas

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais informou, neste sábado (25), que sete pessoas morreram e outras...

‘II Noite da Sofrência’ será realizada em março/2020 em Palmas de Monte Alto

Considerada uma das melhores atrações de arrocha romântico do país, a dupla Naldinho & Leone, está confirmada na '2ª...

Quatro morrem após batida entre carro e caminhão no sudoeste da BA; veículo ficou destruído

Na madrugada desta sexta-feira (24), por volta das 04h, um acidente grave vitimou quatro pessoas na BR-116, trecho da...

Mulher é presa transportando 25 kg de maconha dentro de mala no sudoeste baiano

Uma mulher foi presa transportando 25 kg de maconha, no final da tarde desta sexta-feira (24), em Vitória da...

Mais Lidas

Homem morre após ser esfaqueado durante briga em Caetité

Um homem, identificado como Elias Junior Meira Pimentel, 33...
- Advertisement -

Portal Vilson NunesÚltimas Notícias
O portal de notícias com a marca da verdade