noticias Bom Jesus da Lapa: MPF aciona ex-secretário de Assistência...

Bom Jesus da Lapa: MPF aciona ex-secretário de Assistência Social por falsidade ideológica

-

- Advertisment -

Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) acionou pelo crime de falsidade ideológica, com uso de documento falso, Ricardo de Sá Dourado, ex-secretário de Assistência Social do município de Bom Jesus da Lapa, no Oeste baiano. A denúncia, oferecida em 23 de abril, foi recebida pela Justiça Federal no último 22 de agosto.

De acordo com a denúncia, o ex-secretário municipal utilizou, em setembro de 2017, carimbos falsos para fazer parecer que havia sido registrada em cartório a Ata da Assembleia Geral Ordinária para Reativação dos Trabalhos, Eleição dos Membros da Diretoria e do Conselho Fiscal da Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Barra de São João (Aperbas). A investigação teve início quando, em 28 de novembro de 2018, Arnaldo Germano Duarte, eleito presidente da associação, apresentou o documento falsificado para registrar a Aperbas na Receita Federal e a agente do órgão desconfiou da autenticidade do documento. Na denúncia, não foi apontada relação direta do cargo de secretário municipal com o crime imputado.

Segundo o procurador da República Adnilson Gonçalves da Silva, ao ser questionado sobre o documento falso, Duarte afirmou que realmente tinha sido escolhido como representante da associação, mas declarou-se analfabeto funcional e disse que não sabia preparar a documentação necessária para o registro da Aperbas. Duarte afirmou, ainda, que não tinha conhecimento da falsidade e que “todo o trabalho de confecção dos documentos indicados como falsos foi realizado pelo sr. Ricardo de Sá Dourado”, integrante de escritório de contabilidade em Bom Jesus da Lapa.

Ao MPF e à Polícia Federal, Dourado admitiu ter sido ele próprio quem redigiu e imprimiu a Ata com informações inverídicas sobre o registro em cartório, embora tenha negado o uso indevido de carimbos. Conforme a denúncia, não há dúvidas de que o ex-secretário municipal redigiu e imprimiu o documento com informações falsas sobre o protocolo, o número do documento, emolumentos e demais informações de registro cartorário, para dar aparência de eficácia e regularidade ao documento, que ele sabia que seria apresentado por Duarte em entidades públicas, como a Receita Federal e a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba).

O MPF requer a condenação de Ricardo de Sá Dourado nas penas previstas para o crime de falsidade ideológica com uso de documento falso (artigos 299 e 304 do Código Penal): reclusão de um a três anos e multa.

Fonte: Ascom

Últimas Notícias

Em reunião com a população, prefeito de Iuiú anuncia novo pacote de obras em várias áreas com recursos próprios da prefeitura; ouça entrevista

A Prefeitura de Iuiú (BA) anunciou na noite desta quinta-feira (20) um pacote de obras de infraestrutura no município....

Bolsonaro confirma viagem aos EUA para tentar trazer fábrica da Tesla para o Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou nesta sexta-feira (21) que irá aos Estados Unidos em março para tentar...

Juíza de Guanambi explica a soltura de Delton, acusado de chefiar facção criminosa; ouça a entrevista

A decisão da Juiza da 1ª Vara Criminal de Guanambi, Dra. Adriana Silveira Bastos, que foi publicada no Diário...

Bancos fecham na segunda (24) e terça-feira (25) de carnaval

Os bancos vão ficar fechados na próxima segunda e terça-feira de carnaval. Na Quarta-feira de Cinzas (26/02) o início...

Caetité: PM intercepta ônibus, prende homem e apreende grande quantidade de cocaína e maconha

Na manhã desta quinta-fera (20), após denúncia anônima, uma guarnição do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO) da 94ª...

Homem morre eletrocutado ao mexer em bomba d’água na zona rural de Guanambi

Um homem, identificado por José Francisco dos Santos, 62 anos, mais conhecido por Zé de Maria Lúcia, morreu eletrocutado...

Mais Lidas

- Advertisement -

Portal Vilson NunesÚltimas Notícias
O portal de notícias com a marca da verdade