Arthur Maia vota contra destaque que retirava professores da Reforma da Previdência; parlamentar justifica

Share on facebook
Share on whatsapp
Arthur Maia (Foto: Divulgação)

O deputado federal, Arthur Maia (DEM/BA), ex-relator da Reforma da Previdência, na gestão do ex-presidente  Michel Temer, votou contrário nesta quarta-feira (10) ao destaque que retirava os professores da Reforma da Previdência, conforme documento oficial do sistema da Câmara dos Deputados. O parlamentar seguiu a orientação de sua bancada e votou não, contribuindo assim, para rejeição da matéria por 265 votos a 164. Eram necessários ao menos 308 votos para aprovação.

A proposta pretendia mudar as regras previstas para professores na reforma. Apresentado pelo PL, propunha para professores da rede pública de ensino a aposentadoria com 55 anos de idade e 30 de contribuição para homens, e com 50 anos de idade e 25 anos de contribuição para mulheres. Veja a lista completa da votação dos deputados baianos, no documento oficial da Câmara dos Deputados.

Procurado pelo Portal Vilson Nunes, o parlamentar justificou o seu voto, afirmando que os professores já têm aposentadoria especial. “Foi dada aposentadoria especial aos professores. Eles têm várias vantagens em relação aos demais trabalhadores, mas não pode ser dado mais do que o que está no texto. Seria injusto com as outras categorias. Inaceitável retirar qualquer categoria da reforma. Perderia totalmente o mérito“, afirmou Arthur.

Fonte: Portal Vilson Nunes