Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma estudante de medicina que foi condenada a dois anos de prisão por fraudar o sistema de cotas da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), em Vitória da Conquista, foi expulsa do curso, segundo publicação no Diário Oficial do Estado da última sexta-feira (10).

Maiara Aparecida Oliveira teria apresentado uma declaração de endereço falsa para participar da concorrência de reserva de vagas para quilombolas da universidade. Ela entrou na Uesb em 2013 e o cancelamento ocorreu, segundo o Ministério Público Estadual, por ter praticado falsidade ideológica no ato de realização da matrícula, o que para a instituição é considerado como improbidade. A estudante apresentou uma declaração assinada pelo presidente de uma associação comunitária que comprovava que ela morava na comunidade quilombola de Rocinha, na zona rural do município de Livramento de Nossa Senhora.

O MP verificou, no entanto, que Maiara nasceu na zona rural, mas não em terras quilombolas.

Fonte: Bocão News

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here