Foto: EBC
Foto: EBC

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki revogou a prisão do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), detido em novembro de 2015. A decisão de Zavascki foi tomada no início da tarde desta sexta-feira (19). Delcidio ficou preso em Brasília por 87 dias após uma gravação sua oferecendo suborno em troca de silêncio ao ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, ser divulgada.

O senador deverá se recolher em casa no período noturno e dias de folga, assim poderá comparecer normalmente às sessões do Senado. Caso seja afastado ou cassado do cargo, Delcídio ficará em recolhimento domiciliar integral até nova demonstração de ocupação lícita.

O petista ainda deverá comparecer quinzenalmente à Justiça, bem como a todos os atos do processo, quando requisitado. Além disso, o político não poderá deixar o país e deverá entregar o passaporte em até 48 horas.

Zavascki tomou a sua decisão com base no pedido do advogado Maurício Leite, do escritório Tosto Advogados. A defesa de Delcídio alega que a gravação que pôs o seu cliente na cadeia é fruto de uma “armadilha”. Os advogados pedem ainda que o tribunal rejeite a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o senador.

Fonte: Correio 24h

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here