Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada e Montagem Industrial do Estado da Bahia (Sintepav-BA) recebeu notificação da Galvão Engenharia, nesta segunda-feira (16), de que 700 funcionários que trabalham na construção da Ferrovia Oeste Leste (FIOL) serão demitidos, devido aos atrasos nos pagamentos do governo federal. De acordo com o Sintepav, todos os lotes da obra passam por problemas financeiros que podem gerar a demissão de 5.868 trabalhadores. As empreiteiras envolvidas na construção apontam que a Valec Engenharia Construções e Ferrovias não realiza os pagamentos e que o governo não adota medidas necessárias para a superação da crise.

Em nota enviada à imprensa, o sindicato cobra reação dos governos federal e estadual e afirma que a demissão dos trabalhadores “poderá aprofundar o quadro de pobreza da região.” Na última quinta-feira (11), o presidente do Sintepav Bahia, deputado Bebeto Galvão (PSB) se reuniu em Brasília com a direção da Valec para cobrar agilidade no andamento das obras.  Os trabalhadores temem que, diante do cenário, não recebam nem mesmo as parcelas rescisórias.

Fonte: Bahia Notícias

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here