O advogado da  professora de reforço escolar Mônica Souza dos Santos, 30 anos, de Palmas de Monte Alto, no sudoeste da Bahia, que aparece em um vídeo fazendo sexo oral em um adolescente de 13 anos, diz que sua cliente não nega o ato sexual com o garoto e que ele não é “tão ingênuo” quanto parece.

Em entrevista ao Correio24horas na tarde desta terça-feira (4), o advogado Custódio Lacerda disse que Mônica achou normal o que fez com o aluno e que acreditava que ele fosse manter sigilo das imagens íntimas. “Ela diz que o que fez não é nada fora do comum e que ele não é tão inocente, ingênuo como dizem”, explica. O advogado conta, ainda, que a professora está à disposição da Justiça. “Segunda-feira, ela se apresentou à delegacia e se colocou à disposição do poder judiciário. Vamos analisar o vídeo, e será investigado se o garoto é uma pessoa precoce, apesar de ter 13 anos”.

As imagens estão sendo investigadas pelo Conselho Tutelar e pelo Ministério Público do Estado.

Fonte: Correio da Bahia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here