Palmas de Monte Alto bate meta de vacinação da gripe, confirma Diretor da Vigilância Epidemiológica

Entrevista do enfermeiro Edmilson Nascimento, Diretor da Vigilância Epidemiológica de Palmas de Monte Alto (Foto: Vilson Nunes / Rádio Visão FM)

Após perceber o crescimento repentino no número de casos de gripe no ano de 2016, o Ministério da Saúde resolveu antecipar a Campanha Nacional de Vacinação contra a doença e, este ano a imunização teve início em abril. Em entrevista exclusiva concedida ao programa ‘Giro de Notícias da Rádio Visão FM’, o enfermeiro Edmilson Nascimento, Diretor da Vigilância Epidemiológica de Palmas de Monte Alto, informou que a secretaria municipal de saúde do município obteve resultado positivo na referida campanha, atingindo a meta de 90%. “Palmas de Monte Alto, a gente já alcançou mais de 90% no grupo geral. Então na média geral nós fizemos uma boa cobertura, apesar da dificuldade de ter desempenhado essa campanha, por que os lotes de vacina este ano foram fatiados em 7 lotes”, manifestou ele.

O diretor ainda comunicou que os números atualizados serão divulgados posteriormente, após processamento dos últimos dados registrados pelo órgão.

O público-alvo da campanha foi formado por pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. Portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, também devem se vacinar.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe.

Confira a entrevista na íntegra:

Fonte: Portal Vilson Nunes