Operação da PF em Brasília desarticula desvios na Caixa de R$ 358 milhões

Polícia Federal (Foto: Divulgação)

Empregados da Caixa Econômica Federal e empresários do ramo de tecnologia da informação (TI) foram alvos de uma operação da Polícia Federal (PF), deflagrada nesta terça-feira (14), para desarticular uma organização criminosa suspeita de desviar R$ 358 milhões em contratos de TI com o banco.

Como funcionava o esquema: as empresas de TI repassavam o dinheiro ilícito para a empresa de consultoria por meio de contratos de prestação de consultorias, a princípio inexistentes. Parte dos valores era distribuída pela empresa de consultoria para os demais membros da organização criminosa. Para justificar o acréscimo patrimonial, os empregados da caixa e o sócio administrador da empresa de consultoria lavavam o dinheiro por meio da celebração de contratos de compra e venda de imóveis.

Os envolvidos responderão na medida de suas responsabilidades pelos crimes de: corrupção ativa, corrupção passiva e pelo tipo penal de integrar organização criminosa. Foram cumpridos dez mandados judiciais de busca e apreensão em Brasília.

O nome da operação, Backbone, é um termo da área da informática e se refere à espinha dorsal de um sistema de rede de computadores.

Fonte: Agência Brasil