Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

As denúncias do diretor de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, delator da Operação Lava Jato, apontando que o atual chefe da Casa Civil, Jaques Wagner (PT), foi beneficiado com desvios de dinheiro da estatal para campanha eleitoral para o governo da Bahia, teve efeito cascata, atingindo os deputados conquistenses Waldenor Pereira (PT) e José Raimundo Fontes (PT), além do vereador brumadense José Ribeiro Neves (PT).

O parlamentar brumadense teve também suas contas de campanha de 2014, quando pleiteou uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), rejeitadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

De acordo com o levantamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE,) o parlamentar teve sua campanha de 2014 abastecida por empresas que foram denunciadas na operação Lava Jato, como a Odebrecht, UTC e a OAS.

Fonte: Brumado Notícias

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here