Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma sindicância interna revelou uma fraude de R$ 10 milhões em licitações no Comando Geral da Polícia Militar de São Paulo, em apenas dois anos, 2009 e 2010. O tenente-coronel José Afonso Adriano Filho é o principal acusado, até o momento. Ele confirmou os desvios, mas ressaltou que os recursos foram desviados para bancar outras despesas da corporação e não para enriquecimento próprio. “Assumo tudo o que fiz. Tudo foi feito somente para o bem e jamais para o mal”, disse à Folha de S. Paulo o tenente-coronel.

Os desvios ocorreram na compra de diversos materiais: papel higiênico, bolacha, açúcar, clipe, pen drive, peças de veículos, programas para computador, ternos, reparos elétricos e hidráulicos, pinturas e, até, reforma de um lago de carpas. As investigações apontaram fraudes em todas as 458 licitações analisadas.

O oficial está na reserva desde 2012 e corre o risco de perder a patente.

Fonte: Sudoeste Bahia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here