Moradores da comunidade de Barra da Parateca, em Carinhanha, estão assustados com as mortes de jegues que têm ocorrido no perímetro urbano nos últimos dias. Os animais, segundo a população, são encontrados mortos sem nenhuma marca de violência.

Alguns moradores informam que até agora não explicação para o que tem acontecido. “O primeiro caso foi de um vizinho que, ao acordar, viu que um dos seus jegues estava morto. No outro dia, apareceram mais dois mortos. Antes eu pensei que tinha sido veneno. Não há explicação”, relata.

Outro morador afirma que não pode ser envenenamento, por que os animais não sangram e nem espuma a boca. Cerca de 8 jegues já foram encontrados mortos com as mesmas características na região.

A maior preocupação das pessoas é devido à comunidade não ter aterro sanitário, os jumentos são jogados num poço do rio São Francisco, que ainda sobrou. A água abastece a comunidade da Barra da Parateca e por não ser tratada, preocupa os moradores.

A população da localidade cobra que o poder público municipal mande um médico veterinário a comunidade para coletar o material a fim de descobrir o que provocou a morte desses animais.

Fonte: Folha do Vale

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here